Morashá

Curiosidades


O Rabi Eliyahu de Vilna, conhecido como o Gaon (Gênio) de Vilna, evitava dormir, pois quanto mais tempo dormisse, menos tempo teria para estudar a Torá. Quantas horas de sono ele se permitia por noite? Apenas duas!


Dia 10 do mês hebraico de Shevat, é a data de falecimento de Rabi Yosef Yitzhak Schneerson, o sexto Lubavitcher Rebbe. Um ano após o seu falecimento, também no dia 10 de Shevat, seu genero, Rabi Menachem Mendel Schneerson, o Rebe de nossa geração, assumiu a liderança do movimento chassídico Chabad-Lubavitch.


Em 1645, Portugal entrou em guerra contra a Holanda numa disputa pelas terras do Brasil. Após nove anos de conflito, os portugueses prevaleceram. Qual foi a conseqüência disto para os judeus? Em 1654, todos os judeus foram expulsos do Brasil. Cristãos-Novos foram deportados para Lisboa, julgados e executados. 600 judeus voltaram para a Holanda e 23 foram para Nova Amsterdã (Nova Iorque).


O termo "Cabalá" é uma palavra hebraica derivada do verbo "lekabel", que significa receber ou aceitar. O conhecimento da Cabalá foi adquirido primeiramente pelo patriarca Avraham e transmitido, de geração em geração, para os líderes espirituais do povo judeu.


O Talmud ensina que há quatro inícios de ano no calendário judaico: Rosh Hashaná (dia primeiro de Tishrei), dia primeiro de Nissan, dia primeiro de Elul e dia 15 de Shevat, Tu b’Shevat.


Dia 5 de Shevat, é o aniversário de falecimento de Rabi Yehudá Leib Alter (1847-1905), o segundo Rebe da dinastia chassídica de Ger. Este Sábio tornou-se bastante conhecido por seus famosos escritos chassídicos, chamados de “Sefat Emet”. Ele foi sucedido por seu filho, Rabi Avraham Mordechai.


Dia 2 de Shevat, é o aniversário de falecimento de Rabi Meshulam Zusha de Anipoli, aluno do líder do movimento chassídico, Rabi Dov Ber de Mezeritch. Rabi Zusha foi um Tzadik, um Sábio e um milagreiro, e é o protagonista de muitas histórias e ensinamentos chassídicos. Uma das personalidades mais queridas na história judaica, Rabi Zusha é lembrado por sua erudição e humildade e, principalmente, por seu amor pelo povo judeu.


Moisés tinha 120 anos quando deixou este mundo. Este tempo de vida é considerado o ideal. Na tradição judaica uma forma de abençoar uma pessoa é dizendo: "Que você possa viver até os 120 anos".