Morashá

Curiosidades


Ao final da década de 1960, havia 29 sinagogas na Índia, a maioria delas em Bombaim. Hoje o número de sinagogas no país caiu para 18. A sinagoga Paradesi (“estrangeiros”), localizada na cidade de Cochin, é uma importante atração turística da Índia.


Rabi Akiva, o maior sábio do Talmud, só começou a estudar a Torá aos 40 anos de idade. Ele cresceu como um pastor ignorante e analfabeto. Rabi Akiva começou a estudar Torá para poder se casar com Raquel, filha de Kalba Savua. Posteriormente, Rabi Akiva se tornou o maior rabino da história judaica.


José, filho do patriarca Jacob, tinha 110 anos quando veio a falecer. Antes de sua morte, ele fez uma profecia: revelou aos seus irmãos que D’us tiraria os judeus do Egito e os levaria para a Terra Prometida. José também pediu para que seus ossos fossem levados para a Terra de Israel e lá enterrados após o êxodo judaico do Egito.


O Talmud ensina que há quatro inícios de ano no calendário judaico: Rosh Hashaná (dia primeiro de Tishrei), dia primeiro de Nissan, dia primeiro de Elul e dia 15 de Shevat, Tu b’Shevat.


Foi Ariel Sharon que atravessou o Canal de Suez durante a Guerra de Yom Kipur (1973), mudando assim o curso da guerra. Esta corajosa estratégia militar de Sharon foi fundamental na vitória de Israel sobre o Egito e a Síria.


Dia 10 do mês hebraico de Shevat, é a data de falecimento de Rabi Yosef Yitzhak Schneerson, o sexto Lubavitcher Rebbe. Um ano após o seu falecimento, também no dia 10 de Shevat, seu genero, Rabi Menachem Mendel Schneerson, o Rebe de nossa geração, assumiu a liderança do movimento chassídico Chabad-Lubavitch.


Na língua hebraica, "Shalom" pode significar "Olá", "Até logo" e "Paz". A raiz dessa palavra hebraica significa estar completo, íntegro e contente. Ensinam os nossos Sábios que quando uma pessoa é íntegra e equilibrada, física e espiritualmente, ela alcança paz em sua vida.


Dia 5 de Shevat, é o aniversário de falecimento de Rabi Yehudá Leib Alter (1847-1905), o segundo Rebe da dinastia chassídica de Ger. Este Sábio tornou-se bastante conhecido por seus famosos escritos chassídicos, chamados de “Sefat Emet”. Ele foi sucedido por seu filho, Rabi Avraham Mordechai.