Morashá

Curiosidades


O Talmud afirma que “quando entra o mês de Adar, nós aumentamos em alegria”. O principal motivo disto é que foi no mês de Adar que ocorreram os eventos que celebramos em Purim. Nossos Sábios revelam que o mês de Adar é uma época de sorte para o povo judeu; por exemplo, se um judeu tiver um julgamento em um tribunal, ele deve tentar marcá-lo no mês de Adar.


O patriarca Avraham faleceu aos 175 anos de idade; ele foi enterrado ao lado de sua esposa Sarah na cidade sagrada de Hevron. Seu filho Isaac, o segundo patriarca do povo judeu, também foi enterrado nesta cidade, ao lado de sua esposa Rebeca.


Dia 25 do mês hebraico de Shevat, é o aniversário de falecimento de Rabi Israel Lipkin (1810-1883), conhecido como “Rabi Israel Salanter”. Este grande Sábio foi o fundador do movimento Mussar, que enfatiza a ética. O Rabi de Salanter ensinava que uma pessoa religiosa precisava, acima de tudo, se comportar de maneira exemplar, temer a D’us, e respeitar todas as outras pessoas.


24 de Shevat, no ano de 3410 (351 ACE), o profeta Zacarias profetizou a reconstrução da Moradia de D’us na Terra: o Templo Sagrado de Jerusalém. De fato, dois anos mais tarde, no dia 3 de Adar do ano de 3412 (349 ACE), foi erguido o Segundo Templo Sagrado de Jerusalém.


O termo "Cabalá" é uma palavra hebraica derivada do verbo "lekabel", que significa receber ou aceitar. O conhecimento da Cabalá foi adquirido primeiramente pelo patriarca Avraham e transmitido, de geração em geração, para os líderes espirituais do povo judeu.


Ao final da década de 1960, havia 29 sinagogas na Índia, a maioria delas em Bombaim. Hoje o número de sinagogas no país caiu para 18. A sinagoga Paradesi (“estrangeiros”), localizada na cidade de Cochin, é uma importante atração turística da Índia.


O primeiro Rabino-Chefe de Israel, que assumiu a liderança em 1921, foi o Rabi Avraham Isaac Kook. Na época, ele era criticado por judeus anti-sionistas, mas é hoje lembrado com muito carinho e respeito por praticamente todas as comunidades judaicas.


Neste Shabat leremos a porção da Torá de Yitro (Êxodo 18:1-20:23). Esta porção relata a primeira e única vez em que D’us se manifestou explicitamente para todo um povo. Como escreveu Maimonides, acreditamos na Torá não por causa dos milagres do Egito e da Abertura do Mar, mas porque D’us apareceu para 3 milhões de pessoas, confirmando assim que Moisés era um profeta verdadeiro e que os mandamentos judaicos são de origem Divina e são eternos e imutáveis.