Morashá

COMUNIDADES DA DIÁSPORA


A Polônia - da fundação à partilha

A Polônia - da fundação à partilha

Até a Shoá, a maioria dos judeus do mundo podia associar sua origem a essa região. Durante séculos foi um importante centro religioso, o berço do Chassidismo e da cultura judaica iídiche. No início do século 15, era, para os judeus, o país mais seguro da Europa, e acabou abrigando a maior e mais importante comunidade judaica no mundo.

Edição 97 - Setembro de 2017

Judiarias portuguesas: um reencontro com o passado

Judiarias portuguesas: um reencontro com o passado

Portugal está-se reconciliando com seu passado judaico. Os primeiros passos nessa direção foram dados em 1989, quando Mário Soares, então presidente da República, pediu perdão, simbolicamente, pelas perseguições que os judeus sofreram no país durante os mais de 300 anos de existência do Tribunal da Inquisição e quase 500 desde o Decreto de Expulsão da população judaica, de 1496, assinado pelo então rei D. Manuel I.

Edição 97 - Setembro de 2017

Uma era que se foi: a Sinagoga de Lancut

Uma era que se foi: a Sinagoga de Lancut

A magnífica Sinagoga de Lancut, uma das poucas que se mantêm até hoje, é um exemplo das sinagogas de quatro pilares, com majestosas abóbadas, construídas em todas as terras da Polônia. A sinagoga representa uma era e uma história sociopolítica e arquitetônica que, em outras partes, estão totalmente esquecidas.

Edição 97 - Setembro de 2017

Vida judaica na Escócia

Vida judaica na Escócia

Há referências históricas da presença judaica na Escócia no final do século 17, mas a primeira comunidade foi criada em Edimburgo, em 1816, e a segunda, em Glasgow, sete anos mais tarde. A população judaica foi crescendo no século 19 com a chegada de judeus vindos da Europa do Leste. Em meados do século 20, viviam no país cerca de 20 mil de nossos irmãos, mas hoje são cerca de seis mil.

Edição 96 - Junho de 2017

Os judeus de Curaçau

Os judeus de Curaçau

Na ilha de Curaçau, Mar do Caribe, judeus sefaraditas fundaram, em 1651, a congregação Mikvé Israel-Emanuel, que funciona até hoje e é a mais antiga das Américas.

Edição 95 - Abril de 2017

Turquia: há um futuro para os judeus?

Turquia: há um futuro para os judeus?

A comunidade judaica da Turquia é uma das poucas ainda presentes em um país de maioria muçulmana. Desde a criação da República, na década de 1920, até hoje, o país tem passado por inúmeras mudanças que afetaram a vida dos judeus. A hostilidade e discriminação já existentes nas primeiras décadas da nação turca atingiram novos patamares com a subida ao poder do Partido Islâmico que governa atualmente a Turquia.

Edição 94 - Dezembro de 2016