Morashá

ARTE E CULTURA


Segall e Chagall

Segall e Chagall

Recentemente, dois livros foram escritos com base em traduções inéditas dos arquivos particulares de Lasar Segall (1889-1957) na língua iídiche. O primeiro é constituído por cartas de familiares, amigos e instituições. O segundo, por matérias sobre o pintor na imprensa judaica no Brasil, entre 1924 e 1958.

Edição 114 - Abril de 2022

Lasar Segall: artista-símbolo dos judeus na Diáspora

Lasar Segall: artista-símbolo dos judeus na Diáspora

Meu olhar de historiadora sobre Lasar Segall e sua obra é múltiplo por reunir os elementos necessários para um estudo aprofundado sobre a imigração, os imigrantes no Brasil e o legado de um imigrante-artista para a cultura brasileira. Enquanto pesquisadora dedicada aos estudos sobre antissemitismo, Holocausto e Segunda Guerra Mundial, encontrei na sua trajetória e produção artística um conjunto de informações que considero únicas por trazerem mensagens universais.

Edição 111 - Junho de 2021

Luzes sobre os escritores e artistas de língua ídiche

Luzes sobre os escritores e artistas de língua ídiche

O iídiche, enquanto língua de origem e tradicional, era amplamente difundido entre os imigrantes judeus da Europa Oriental e Central que, ao chegarem ao Brasil, continuavam a empregá-lo na vida privada e em público, nos encontros familiares e comunitários.

Edição 109 - Dezembro de 2020

Festival Judaico de Cinema

Festival Judaico de Cinema

Assistir a um Festival Judaico de Cinema é uma aventura sem fim. Hoje podemos contar com diversos eventos desse tipo no mundo inteiro e, sem dúvida alguma, o da Hebraica de São Paulo atingiu, este ano, um de seus índices mais altos de excelência e bilheteria.

Edição 105 - Setembro de 2019

Tributo a Charles Aznavour

Tributo a Charles Aznavour

Morreu, aos 94 anos, em 1º de outubro deste ano de 2018, o cantor e compositor francês Charles Aznavour, um dos mais populares artistas de todos os tempos. Era, também, um dos mais declarados amigos dos judeus e de Israel, na França.

Edição 102 - Dezembro de 2018

O "Caso Dreyfus" e Edgard Degas

O "Caso Dreyfus" e Edgard Degas

No final do século 19, a França ficou convulsionada pelo “Affaire Dreyfus”. Um oficial judeu do Estado Maior, Alfred Dreyfus, havia sido condenado por alta traição. O “Affaire” dilacera a opinião pública, dividida entre os dreyfusards, que defendiam sua inocência, e os antidreyfusards, que acreditavam em sua culpa. intelectuais, escritores e artistas franceses também se posicionaram. E um dos mais ferrenhos antidreyfusards foi Edgar Degas.

Edição 100 - Junho de 2018