Morashá

Curiosidades


Em 1664, a Grã-Bretanha tomou posse de New Amsterdam (Nova Amsterdã), mudando o nome desta para New York (Nova Iorque). Sob domínio inglês, os judeus de Nova Iorque receberam mais direitos civis. Em 1706, já haviam criado uma comunidade judaica, chamada de Shearit Israel.


O judaísmo revela que a Presença de D’us se revelava no Templo Sagrado de Jerusalém. Mesmo após a destruição do Segundo Templo, a plataforma onde se erguia o Templo continua sendo sagrada, pois o espírito de D’us nunca partiu de lá.


No dia 25 de Kislêv, no ano de 2449 (1312 AEC), foi completada a construção de vários componentes do Mishkan – o mini-Templo, construído sob a liderança de Moisés, pelos Filhos de Israel no deserto do Sinai. Nossos Sábios ensinam que D’us recompensou o povo judeu por esse feito: 12 séculos mais tarde, após a vitória sobre os gregos, os Macabeus re-dedicaram o Templo Sagrado no dia 25 de Kislêv (ano 3622). De fato, esta data é o primeiro dia de Chanucá.


O nome do filho de Avraham e Sarah, Isaac, deriva da palavra hebraica "yitzhak"’, que significa "ele rirá". Isaac recebeu esse nome porque sua mãe, Sarah, riu quando D’us prometeu que ela teria um filho, apesar de sua idade avançada. O nome Isaac também refletiu a alegria de Abraão por ter um filho com sua esposa Sarah que, até então, não conseguira engravidar.


Durante os anos de 1840-1880, a população judaica nos Estados Unidos cresceu de 14.000 para 200.000 habitantes. A maioria desses imigrantes judeus originou de países onde se falava alemão; muitos deles haviam sido líderes de revoltas fracassadas na Europa. Esses imigrantes judeus se estabeleceram em diferentes cidades dos Estados Unidos, formando grandes comunidades em Nova Iorque, Cleveland, New Orleans, Albany e Buffalo.


No dia 20 do mês hebraico de Kislêv – no ano de 1796 EC, é publicada uma grande obra cabalística, o livro Tanya, escrito por Rabi Schneur Zalman de Liadi, o primeiro Rebe da dinastia Chabad-Lubavitch. O livro Tanya, muito estudado e disseminado, é considerado a Bíblia do Chassidismo.


Dia 19 do mês hebraico de Kislêv, é a data de falecimento de Rabi Dov Ber de Mezeritch, o “Grande Maguid”, que sucedeu o Ba’al Shem Tov como líder do movimento chassídico. O Maguid foi um grande erudito, cabalista e milagreiro. Foi também o “Rebe dos Rebes”, pois foi o mestre dos fundadores de muitas dinastias chassídicas. Ele faleceu no ano de 1772 EC. Confira o artigo do Morasha.com a respeito desse grande líder e Sábio do povo judeu.


Dermatologistas descobriram que algumas substâncias químicas encontradas no Mar Morto são benéficas para o tratamento de pele. Vários hotéis e spas foram fundados em Israel, em proximidade ao Mar Morto, para turistas que procuram tratamento de pele. A composição das águas do Mar Morto é tão concentrada que é impossível se afundar por completo nelas.