Morashá

SABEDORIA JUDAICA


O maravilhoso fenômeno da sarça ardente

O maravilhoso fenômeno da sarça ardente

Neste artigo descrevemos uma passagem da Torá que fascina pensadores e comentaristas e motiva a uma reflexão. Através da metáfora de uma sarça ardente que não era consumida pelas chamas, o Todo Poderoso pretendia fazer ver a Moshé que sempre há um outro aspecto, ao nosso redor,que não é visto por nós.

Edição 60 - Abril de 2008

Por que Moisés não entrou na Terra de Israel?

Por que Moisés não entrou na Terra de Israel?

Sábios, comentaristas bíblicos e até mesmo o próprio Moisés, empenharam-se em dar um significado a esse incidente, relatado no quarto livro da Torá, Bamidbar.

Edição 53 - Junho de 2006

O dia do aniversário

O dia do aniversário

O nascimento de uma criança, apesar de ser um acontecimento maravilhoso, é visto como ocorrência normal, parte do ciclo da vida. Estamos acostumados ao fato de, dia após dia, novos bebês virem ao mundo.

Edição 53 - Junho de 2006

Mulheres, símbolo da renovação e da esperança

Mulheres, símbolo da renovação e da esperança

Existe uma relação muito íntima entre o mês de Nissan e as mulheres. É o mês no qual comemoramos a festa de Pessach, que celebra a epopéia da saída dos judeus do Egito, e é um exemplo de fé e perseverança feminina.

Edição 48 - Abril de 2005

ATOS DE BONDADE: PILAR DO JUDAÍSMO

ATOS DE BONDADE: PILAR DO JUDAÍSMO

Shimon, o Justo, um dos últimos participantes da Grande Assembléia, afirmava: "Sobre três coisas se sustenta o mundo: o estudo da Torá, o serviço Divino (a oração) e guemilut chassadim, os atos de bondade". (Pirkei Avot - A Ética dos Pais).

Edição 45 - Junho de 2004

KISLÊV

KISLÊV

A gema correspondente ao mês de Kislêv, o nono mês, é a ametista, chamada “achlamá”, em hebraico. Achlamá vem da raiz etimológica hebraica “chalam”, que significa “saúde” (física e mental) e “cura” [vide Isaías 32:16].

Edição 35 - Dezembro de 2001