Morashá

Curiosidades


Ouvir o shofar é o principal mandamento da festa de Rosh Hashaná. O shofar tem um formato curvado. De acordo com nossos Sábios, o formato do shofar simboliza um penitente que se curva perante D’us.


É um costume ashkenazi tocar o shofar durante todo o mês de Elul, logo após a reza da manhã na sinagoga. O toque do shofar durante Elul visa despertar os judeus espiritualmente e prepará-los para Rosh Hashaná, o Dia do Julgamento.


Dia 24 de Elul, é o aniversário de falecimento do Rabi Yisrael Meir Kagan, conhecido como o Chafetz Chaim. Um dos mais respeitados Sábios contemporâneos (1838-1933), o Rabi Yisrael foi o líder da comunidade judaica de Radin, na Polônia, e escreveu duas famosas obras: a primeira, chamada de Chafetz Chaim, que aborda o terrível pecado de Lashon Hará (a má língua), e a segunda, a Mishná Berurá, que elucida as Leis da Torá.


Neste mês de Elul, o último do calendário judaico, todo judeu deve examinar seus atos e tomar medidas para se auto-aperfeiçoar. Um ensinamento chassídico revela que os últimos 12 dias do ano – 18 a 29 de Elul – correspondem aos 12 meses do ano que passaram. Em cada um desses dias, deve-se tentar corrigir os erros cometidos nos meses correspondentes.


Dia 18 de Elul, é o aniversário de falecimento de Rabi Yehudá Lowe, o Maharal de Praga (1525-1609). O Maharal foi um grande cabalista e é conhecido por ter criado o Golem – um homem de barro que protegia a comunidade judaica de Praga de ataques liderados por anti-semitas. Esta data também é considerada o aniversário do movimento chassídico, pois foi no dia 18 de Elul que o Baal Shem Tov começou a revelar seus dons espirituais e a disseminar seus ensinamentos.


Nestes dias que antecedem Rosh Hashaná, recitamos Selichot (preces de súplica) antes das rezas matinais na sinagoga. Na tradição ashkenazita, a recitação de Selichot inicia-se no sábado (depois da meia-noite) que antecede Rosh Hashaná. Já na tradição sefaradita, começa-se a recitar Selichot a partir do primeiro dia do mês de Elul. Na oração de Selichot, pedimos perdão a D’us pelos pecados cometidos contra Ele durante o ano.


Dia 13 de Elul é a data de falecimento de um grande sábio sefaradi, Rabi Yossef Chaim de Bagdá (1835-1909). Profundo conhecedor da Halachá – a Lei Judaica – e da Cabalá, Rabi Yossef Chaim é conhecido como o “Ben Ish Chai” devido à sua importante obra haláchica que leva o mesmo nome.


Dia 12 de Elul, é a data de aniversário de Nachmanides, um dos nossos maiores Sábios. Rabi Moshe ben Nachman, conhecido também como o “Ramban” (não confundir com Maimonides, o “Rambam”), nasceu em Gerona, na Espanha, no ano 4954 (1294 EC). Nachmanides foi um médico e filósofo e um grande mestre da Torá. Seus comentários sobre a Torá e o Talmud exploram a dimensão mística do judaísmo e revelam seu grande conhecimento da Cabalá.